Sede de um Banco, em Roma, é exemplo de como usar vidro numa construção sustentável

O vidro de controlo solar que cobre toda a fachada do edifício permitiu aos arquitetos jogar com as cores e os reflexos da zona envolvente. Desenhado pelo atelier de arquitetura italiano 5+1AA, o seu sócio fundador (e responsável máximo por este projecto), Alfonso Femia, conta que “o objetivo era responder às necessidades funcionais com um edifício que pudesse, no que diz respeito à autonomia e identidade, pertencer ao contexto urbano da Estação de Tiburtina, representando simultaneamente a cidade de Roma e os seus utilizadores.

 

Partindo destas premissas, criámos um edifício capaz de se relacionar de uma forma diferente com o distrito de Pietralata, a noroeste, e com o complexo da Estação Tiburtina, a sudeste. Com as suas cores dinâmicas e reflexivas, o vidro no edifício procura o seu próprio diálogo com a parte envolvente e com as luzes de Roma.

 

Fonte:Green Savers


Centro de Negócios do CTCV recebe Delegação do Cazaquistão

O Centro de Negócios do CTCV recebeu no passado dia 21/6/2017 uma Delegação do Cazaquistão. A cooperação em áreas tecnológicas e do empreendedorismo foram os temas tratados na visita de elementos do Laboratório de Ciências da Universidade Técnica do Cazaquistão e do Instituto de Tecnologias da Informação e da Comunicação. Como identificado pela Câmara do Comércio e Indústria Portuguesa (CCIP), “existem nichos inexplorados que devem ser trabalhados” incluindo-se como prioritários os materiais de construção e as TIC´s.

 

A capital do Cazaquistão, Astana, recebe este ano a EXPO mas o nono maior país do mundo em área está ainda distante das prioridades de Portugal. De acordo com o Observador, Astana concorre com o Dubai no impulso arquitetónico, estando o país a realizar uma aproximação gradual aos países europeus.

 

Na reunião que decorreu em 21/6/2017 foram apresentados alguns projetos de inovação nas áreas tecnológicas e dos materiais, contando-se também com a presença de Mateus Mendes do Instituto Politécnico de Coimbra e Ricardo Zozimo, especialista em empreendedorismo da Universidade de Lancaster no Reino Unido.

 

A reunião permitiu identificar oportunidades conjuntas para desenvolvimento tecnológico na área da Indústria 4.0, bem como proporcionar uma ligação entre as entidades do centro de negócios do CTCV e novos parceiros estratégicos para essa região do globo.


Extremadura e Portugal querem lançar um centro de inovação empresarial transfronteiriço

La ciudad lusa de Coimbra ha acogido la reunión de lanzamiento del proyecto europeo DEGREN (DEsing & GReen ENgineering), en el que INTROMAC (Instituto Tecnológico de Rocas Ornamentales y Materiales de Construcción) actúa como beneficiario principal del proyecto y colabora con otras instituciones de Extremadura, del Centro de Portugal y Alentejo, para generar nuevas oportunidades de negocio a ambos lados de La Raya mediante el Ecodiseño y la economía verde y circular.

 


Vidrala vai comprar portuguesa Santos Barosa num negócio de 250 milhões de euros

A Vidrala assinou "um acordo de intenções para a aquisição de uma participação de controlo da sociedade portuguesa Santos Barosa Vidros", revela a empresa espanhola num comunicado emitido para o regulador de mercados de Espanha, a CNMV. O negócio, diz a Vidrala, deverá estar concluído "durante o terceiro trimestre de 2017".

 


1º Congresso Empresarial da Bairrada - 2 junho

O 1º Congresso Empresarial da Bairrada, a decorrer a 02 de Junho, no Cineteatro de Anadia, constitui a materialização de um dos objectivos principais da ACIB, ou seja, o da promoção e contribuição para o desenvolvimento técnico, económico e social da região da Bairrada.

 

O Congresso deverá marcar, no futuro, a agenda empresarial da região assumindo a forma de um fórum de encontro e discussão actualizada dos problemas e desafios das empresas dos principais sectores de actividade económica com implantação nos vários municípios bairradinos.

 

Para o desenvolvimento de uma região, é fundamental a identificação das suas potencialidades e a definição das estratégias conducentes à sua optimização.
O I Congresso Empresarial da Bairrada será um lugar de discussão e partilha de experiências, opiniões e informação, por forma a tornar a nossa região e o seu tecido empresarial mais competitivo.

 

A relevância dos temas constantes no programa, a qualidade dos oradores e a oportunidade de networking, são motivos suficientes para justificar a sua participação. Não deixe de estar presente e inscreva-se ou obtenha mais informações junto da ACIB.

 


Novo dono dos azulejos Viúva Lamego

Cofundador do Banco Primus e ex-presidente da I nvestwood é o novo dono dos azulejos Viúva Lamego. Projetas artísticos e internacionalização marcam nova fase.

 

No voo de regresso a Roma, a TAP presenteou o Papa Francisco com um azulejo da Viúva Lamego, com a imagem do Santuário de Fátima pintada à mão. Esta encomenda é das mais mediáticas que a fábrica de azulejaria recebeu, pelo menos desde a entrada do novo proprietário.

 

Gonçalo Conceição, ex-gestor do Banco Primus e da lnvestwood, assumiu a liderança da Viúva Lamego em março, depois de ter chegado a acordo com a Aleluia Cerâmicas para adquirir 100% do capital da fábrica da marca fundada em 1849, no Largo do Intendente, em Lisboa.

 


rISk-arounD: Abordagem ao pensamento baseado no risco

O pensamento baseado no risco é uma das principais novidades da norma ISO 9001:2015. Porém, existe ainda pouco conhecimento de como o tornar prática nas PMEs industriais.

 

O CTCV liderou uma investigação aplicada que propõe uma abordagem para este problema. É um modelo inspirado no PDCA - familiar às empresas que adotam a ISO 9001:2015 - que sugere identificar riscos a vários níveis: (1) “black swan”, (2) estratégicos, (3) operacionais e de conformidade. De seguida, propõe que as empresas identifiquem os “modelos e processos sombra” e as práticas que escapam à formalização típica da norma ISO 9001 (contornos aos processos ou “workarounds”).

 

O resultado é uma análise multidimensional ao risco, desafiando as empresas a pensar na sua prática diária, de modo participativo. Espera-se que a abordagem contribua para pensar os riscos nas organizações, retirando também oportunidades para melhoria.

 

rISk-arounD foi apresentada numa das principais conferências internacionais de modelação empresarial: PoEM 2015, Universidade Politécnica de Valência. Foi um dos 19 artigos selecionados para integrar a publicação “Lecture Notes in Business Information Processing”, de um total de 80 trabalhos submetidos. Autores do artigo: João Barata (CTCV), Paulo Rupino da Cunha (CISUC, Universidade de Coimbra) e Luís Abrantes (MIC-Mecânica Industrial de Coimbra).

 


Comissão Europeia visita empresa de Condeixa que recebeu dinheiro da UE

A Dominó, que actua no sector da indústria cerâmica, foi um dos projectos aprovados no Fundo Europeu de Investimentos Estratégicos e soube manter a produção em tempo de crise.

A representante da Comissão Europeia (CE) em Portugal, Sofia Colares Alves, irá visitar na próxima segunda-feira, 24 de Abril, a empresa Dominó, em Condeixa, para conhecer o impacto do investimento europeu na unidade.

 

Fonte: jornaldenegocios.pt

 


Exportações no setor da cerâmica com melhor resultado de sempre

Em 2016, o valor das exportações na cerâmica ascendeu os 701 milhões de euros, o mais elevado de sempre. No setor da cristalaria as exportações nacionais cresceram 12,3 por cento e alcançaram também o seu máximo histórico, movimentando 82 milhões de euros.

A cerâmica portuguesa chegou assim a 163 mercados internacionais, sendo que para o conjunto de produtos cerâmicos, França foi o principal mercado de destino, seguindo-se Espanha, Estados Unidos, Alemanha e Reino Unido. De referir ainda que 70,2 por cento do valor total exportado correspondeu ao mercado intracomunitário e 29,8 por cento ao mercado extracomunitário.

 

Fonte: AICEP

 


Governo Português aposta na continuidade da estratégia do Cluster Habitat Sustentável

A 23 de fevereiro de 2017, o Cluster Habitat Sustentável foi reconhecido pelo Governo Português como Cluster de Competitividade consolidado por um período de 6 anos. Estão assim criadas as condições para acelerar de novo as suas ações de dinamização em prol da competitividade das empresas. A visão e missão do Cluster para este novo período continua a ser a de agregar e reforçar as ligações entre empresas, municípios, centros de I&D, associações e outras entidades que apostam na Sustentabilidade enquanto mote para a Inovação e Competitividade. O reconhecimento do Cluster foi feito simultaneamente à apresentação do Programa Interface, no qual se consideram os Clusters de Competitividade como um dos seus pilares fundamentais.

O Cluster Habitat Sustentável abrange toda a cadeia de valor do Habitat que engloba, desde o início em 2009, as fileiras dos materiais de construção, da construção e do imobiliário. O trabalho desenvolvido pelo Cluster nestes 8 anos garantiu-lhe o seu reconhecimento nacional e internacional, tendo sido premiado em 2015 com o selo de excelência europeu “Gold Label”. Este reconhecimento é revelador de excelência do Cluster e tem contribuido para impulsionar e internacionalizar a rede que o Cluster agrega bem como participar num conjunto de redes internacionais.

 

 


Vista Alegre regressa aos lucros 5 anos depois com resultado de 1,7 milhões de euros em 2016

"O resultado líquido consolidado fechou positivo nuns expressivos 1,7 milhões de euros, invertendo assim o ciclo negativo dos resultados, representando uma melhoria face ao período homólogo", anunciou a empresa em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A última vez que a Vista Alegre tinha tido lucro anual foi em 2011, quando registou um resultado líquido de nove mil euros. Em 2015, o grupo registou prejuízos de 814 mil euros.

No ano passado, o volume de negócios subiu 5% para 75,4 milhões de euros e o resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) aumentou 40% para 9,5 milhões de euros.

O resultado operacional duplicou (102%) no ano passado, face a 2015, para 5,5 milhões de euros.

 

Fonte: AICEP

 


Revigrés conquista "penta" nos Prémios Internacionais de Design

Com esta distinção, a Revigrés torna-se na primeira empresa portuguesa de revestimentos e pavimentos cerâmicos a constar do prestigiante Catálogo Excellent Product Design, juntando-se a marcas internacionais como a Audi, Volkswagen, Bentley, Osram, Mercedes, BMW, Bosch e Porsche, entre outras.

Organizado pelo German Design Council, esta é uma das mais prestigiadas competições de design em todo o mundo e tem como objetivo descobrir, apresentar e homenagear soluções originais de design.

 

Fonte: AICEP

 


Prémios Europeus de Promoção Empresarial 2017: IAPMEI lança fase nacional

Com o objetivo de potenciar a divulgação e visibilidade de boas práticas de fomento do empreendedorismo, o IAPMEI, enquanto Coordenador Nacional desde a primeira edição (2006), está a promover e dinamizar os Prémios Europeus de Promoção Empresarial 2017, uma iniciativa lançada pela Comissão Europeia no âmbito do Small Business Act (Lei das Pequenas e Médias Empresas).

Aos Prémios Europeus de Promoção Empresarial podem ser submetidos projectos ou iniciativas, em curso, ou recentes (demonstrando que existe ou decorreu, ao longo de pelo menos dois anos, incluindo dados quantitativos). Uma mesma entidade pode apresentar diferentes projetos em diferentes categorias.

Ao longo das dez edições desta iniciativa, Portugal é o país com mais projectos premiados na fase europeia no conjunto dos países participantes, de que são exemplo: “Empresa na Hora” (2006); “Douro Boys” (2012); “Portuguese Shoes – The sexiest industry in Europe” (2013); “AMS – Thinking Ahead e “FAZ – Ideias de Origem Portuguesa” (2014). Em 2015, e pela primeira vez, um projeto português foi galardoado pela Comissão Europeia com o "The Jury’s Grand Prize", atribuído ao projeto "Lisboa Empreende" como a iniciativa mais criativa e inspiradora da Europa, potenciando a visibilidade e notoriedade do projeto a nível mundial. Em 2016, Portugal foi distinguido com o projeto “PME Líder”.

Não deixe de participar, caso tenha um projeto ou iniciativa com o evolvimento de uma (ou mais) entidade pública, apresentando o que de bom se faz em Portugal em prol de mais empreendedorismo, inovação e competitividade.

 

Fonte: IAPMEI

 


Recer é uma marca “Cinco Estrelas” 2017

A Recer, marca de referência no setor da cerâmica de acabamento, foi distinguida pelo segundo ano consecutivo com o prémio “Cinco Estrelas” 2017. A entrega dos prémios decorreu na Fundação Champalimaud, cujo edifício foi projetado pelo arquiteto Charles Correa e que tem aplicado 10.000m2 de cerâmica Recer.

Composta por um total de 84 referências em revestimento e porcelânico, o que permite uma ampla utilização em inúmeros tipos de espaços, a série Sphata venceu na categoria “Revestimentos e Pavimentos Cerâmicos”. Com uma grande oferta de relevos, cores e formatos permite a sua utilização coordenando chão e parede, criando ambientes integrados ou que se misturem com outros materiais como a tinta, madeiras ou pedras.

O prémio “Cinco Estrelas”, que visa identificar os melhores produtos e serviços do mercado, avalia os principais critérios que influenciam os consumidores nas suas decisões de compra: a satisfação pela experimentação; a relação preço-qualidade; a intenção de compra; a confiança na marca e, por último, a inovação. Um comité de avaliação, testes de experimentação e questionários de avaliação massificados permitiram distinguir as marcas "Cinco Estrelas". A Recer obteve uma pontuação de 7,4 pontos em 10 possíveis, uma média superior aos concorrentes do mesmo setor.

 

Fonte: Recer / AICEP

 


Digitalização da indústria exige mudanças na educação

A digitalização na indústria está ainda a dar os primeiros passos, mas é incontornável, pelo que exige adaptações, preparação prévia e a mobilização de todos os agentes económicos em todos os sectores. Nesse sentido, o Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro (CTCV) organizou ontem um workshop em que reuniu alguns especialistas para falar dos principais desafios que se colocam hoje às empresas, às organizações e às pessoas.

 

Fonte: Diário de Coimbra

 


Proposta classificação do TiO2 como carcinogénio

No dia 31 de Maio de 2016, a Agência Francesa de Segurança Alimentar, Ambiental e Saúde e Segurança no Trabalho (ANSES) apresentou à ECHA uma proposta de classificação harmonizada do dióxido de titânio (Ti02) como carcinogénio de categoria 1B com a seguinte Declaração de Perigo: H350i: Pode causar cancro por inalação.

 

O âmbito proposto para a entrada CLP Anexo VI é: "Dióxido de titânio em todas as fases e combinações de fases; Partículas em todos os tamanhos / morfologias ". A Cerame-Unie participou na consulta pública durante o Verão e recolheu mais informações dos seus membros sobre as consequências socioeconómicas de tal classificação.

 

Todos os setores cerâmicos seriam afetados pela classificação proposta, já que o TiO2 é usado em muitos pigmentos e fritas como um agente branqueador ou mesmo por suas propriedades fotocatalíticas. Além disso, TiO2 ocorre como uma impureza em muitas matérias-primas industriais. Espera-se uma decisão sobre a classificação nos próximos 12 meses.

 


Digitalização da indústria é tema de workshop no CTCV

O Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro promove na próxima quinta-feira o work­shop Indústria Cerâmica 4.0 que tem como objectivo promover a reflexão e a sensibilização dos empresários do sector da cerâmica para a premente digitalização da indústria, que se apresenta como o grande desafio para a competitividade europeia.

 

A Indústria 4.0 é a quarta revolução industrial que exige grandes transformações, pelo que o workshop promovido pelo CTCV procura incentivar as empresas a participar activamente nas mudanças que se anunciam, esclarecendo-as sobre o tema e as suas implicações sociotécnicas.

 

Fonte: Diário de Coimbra

 


Vista Alegre Lauded for Outstanding Design

Vista Alegre has received with three design awards from two prestigious institutions.

 

The tabletop brand, which has U.S. office in New York, received a Good Design Award from the Chicago Athenaeum: Museum of Architecture and Design for the Fénix Crystal Decanter, and two German Design Awards from the German Board of Design for its tableware collections Orquestra and Trace, pictured right. The Vista Alegre collections Carrara, Gárgulas, Jazz and Love Who You Want received a “Special Mention” from the German Board of Design. Additionally, Blue Ming, Plissé, Timeless, Midnight and Swinging all received nominations.

 


JETWARE 2.0 - Tecnologia de impressão digital em cerâmica utilitária

Com a introdução de tecnologia de impressão por jato de tinta na indústria cerâmica, o processo de trabalho alterou-se substancialmente.

 

A decoração digital através da tecnologia inkjet provocou uma verdadeira revolução na indústria cerâmica de pavimentos e revestimentos. Atualmente, a grande maioria das empresas deste subsetor está equipada com pelo menos um equipamento deste tipo.

 

Trata-se de uma tecnologia de impressão em que a imagem que se pretende imprimir é tratada em computador e enviada para o equipamento para impressão. Esta característica permite eliminar paragens na produção para mudança de padrões, facilitando a realização de pequenas produções, inclusive a produção de peças únicas, facilitando deste modo o desenvolvimento de amostras.

 

O funcionamento destas máquinas é idêntico ao das impressoras de jato de tinta de uso comum, estando neste caso inseridas numa linha de produção. A impressão é realizada sem que haja contacto com as peças cerâmicas, sendo a decoração realizada por jacto de tinta o que possibilita pintar (decorar) totalmente a peça.

 

O projeto JETWARE 2.0 visa o desenvolvimento de um novo sistema, assente em tecnologia de impressão digital, para aplicação de decorações e design em louça cerâmica utilitária, focado em peças de maior complexidade geométrica, orientado essencialmente para superfícies parcialmente curvas como por exemplo taças, canecas e formas similares.  

 

O sistema a desenvolver será um sistema automático, assistido por computador e deverá resultar num protótipo pré-industrial.

A implementação desta solução implica o desenvolvimento de um novo sistema de aplicação, dada a complexidade da solução e em função também da complexidade geométrica que as peças apresentam.

 

Este projeto permitirá a impressão de produtos com vantagens que vão desde a simplificação do processo de pintura, com garantia de homogeneidade entre produções do mesmo produto e estabilidade da produção, conseguindo percentagens muito elevadas de peças sem defeito associado à aplicação da decoração, bem como reduzindo a possibilidade de quebras de material por não existir contacto direto com as peças.

 


Com o apoio do CTCV, a Umbelino Monteiro conquista a Certificação OHSAS 18001

A UMBELINO MONTEIRO acaba o ano de 2016 com a conquista da certificação OHSAS 18001. A certificação OHSAS 18001 permite às organizações gerir os riscos operacionais e melhorar o seu desempenho. A norma oferece orientações sobre avaliação e gestão dos aspectos de segurança e saúde inerentes às atividades do negócio tendo em conta a prevenção de acidentes, a redução de riscos e o bem-estar dos colaboradores.

Esta conquista veio reforçar o forte compromisso que a UMBELINO MONTEIRO assume nas áreas da Segurança e Saúde, Qualidade e Defesa do Ambiente. Prioridades cruciais e estratégicas da empresa têm como objetivo de garantir a sustentabilidade da sua atividade, apostando na melhoria contínua da organização com especial ênfase na simplificação de processos e procedimentos, no aperfeiçoamento dos produtos e serviços e no desenvolvimento dos colaboradores.

 


Governo aposta na metalomecânica, cerâmica e cortiça

O Governo vai apostar no setor da construção, principalmente nas áreas de metalomecânica, cerâmica e cortiça, para promover a utilização de matérias primas nacionais e a reutilização de recursos, disse hoje o ministro do Ambiente.

“Mais importante que ter uma grande estratégia para a economia circular, devemos ter um plano de ação que integre um conjunto de setores da indústria portuguesa que já têm alguma tradição neste domínio”, referiu João Matos Fernandes.

 


Olaria negra de Bisalhães também já é Património Imaterial da UNESCO

O CEC - Câmara de Comércio e Indústria do Centro, no âmbito das atividades da Enterprise Europe Network, está a preparar a Conferência de Alto Nível sobre o Acordo Económico entre a União Europeia e o Canadá (CETA) que se irá realizar em Coimbra, no dia 15 de dezembro, das 9h00 às 13h00.

 


Conferência "Acordo Económico e Comercial Global UE-Canadá (CETA)" 15.12.2016 | Coimbra

O CEC - Câmara de Comércio e Indústria do Centro, no âmbito das atividades da Enterprise Europe Network, está a preparar a Conferência de Alto Nível sobre o Acordo Económico entre a União Europeia e o Canadá (CETA) que se irá realizar em Coimbra, no dia 15 de dezembro, das 9h00 às 13h00.


O CETA visa impulsionar o comércio, reforçar as relações económicas e criar emprego através da remoção de 99% dos direitos aduaneiros e outros obstáculos entre a União Europeia e o Canadá. A conferência tem como destinatários: empresas e instituições, públicas ou privadas, que trabalhem na envolvente empresarial, tais como Autoridades Públicas, Associações Empresariais, Incubadoras de empresas, Câmaras Municipais, entre outras.

 


Conferência "Ceramics Portugal does it better" dia 18 de Novembro


StartUP Portugal - Estratégia Nacional para o Empreendedorismo do Governo

Esta Medida tem como objetivo a dinamização e o desenvolvimento de projetos empresariais que se encontrem ainda em fase de ideia, com vista à criação e desenvolvimento de futuras empresas, promovidos por jovens com idades entre os 18 e os 35 anos, através de diversos instrumentos de apoio e capacitação, disponibilizados ao longo de um período máximo de 12 meses, incluindo uma bolsa mensal de 691,70 euros e um prémio associado à constituição da empresa.

 


Projeto CERSUDS desenvolve um sistema de drenagem com produtos cerâmicos, para utilização em zonas urbanas


Cidades cerâmicas pretendem candidatar a cerâmica a Património Imaterial da Humanidade


Telhados de Elon Musk prometem fazer furor no mercado de energia solar