Curso de Especialização
em Tecnologia Cerâmica

Edital de Abertura do Curso aqui!

Em Portugal, a indústria cerâmica é particularmente importante pois emprega cerca de 18.600 trabalhadores (~2,6% dos trabalhadores da indústria transformadora nacional) e contribui com cerca de 1,24% para o volume das exportações, que rondaram os 964 M€ em 2022 (44,4% foram provenientes da Região de Aveiro).

Além disto, Portugal, na União Europeia, ocupa o 1.º lugar no que diz respeito às exportações de materiais cerâmicos de mesa e uso doméstico em faiança, grés e barro fino.

O curso aqui proposto pretende converter e atualizar competências de quadros das empresas do setor cerâmico ao nível da pós-graduação, numa lógica de formação ao longo da vida, mas também captar jovens licenciados para uma formação eminentemente prática num contexto de formação profissional, a qual lhes poderá garantir oportunidades de emprego.

Coordenação

 

A coordenação científica do curso incumbe à Universidade de Aveiro, através do Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica - DEMaC (Prof. Doutor Rui Ramos Ferreira e Silva: rsilva@ua.pt) e tem a coordenação técnica do CTCV - Centro de Tecnologia e Inovação (Eng.ª Sandra Carvalho: scarvalho@ctcv.pt).

Logos Parceria

A Universidade de Aveiro (UA) é hoje considerada uma das mais inovadoras universidades de Portugal, conhecida pela sua qualidade de ensino e investigação. Com quase 100% de empregabilidade, apresenta uma forte cooperação com o tecido empresarial. A UA, através do Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica (DEMaC) detém competências científicas em materiais e processo cerâmico e um corpo docente com um conhecimento científico aprofundado em materiais, em particular os cerâmicos. O CTCV - Centro de Tecnologia e Inovação é uma Entidade do Sistema de Inovação Nacional, reconhecido como Centro de Tecnologia e Inovação, que promove a relação e a transferência de conhecimento entre a Academia e as empresas.

Como entidade formadora, integra uma bolsa de formadores interna e externa com diferenciadas competências pedagógicas e técnicas em processos e produtos. O CTCV - Centro de Tecnologia e Inovação e a UA (DEMaC) são parceiros de longa data e este curso é o culminar dessa parceria em várias áreas de investigação e desenvolvimento, desenvolvimento tecnológico e formação profissional.

Curso

 

Este curso de especialização tem uma estrutura modular, num plano integrado de temas que tem como objetivo percorrer todo o processo de fabrico do produto cerâmico, bem como apresentar as tendências tecnológicas de produto e processo cerâmico, procurando responder aos novos desafios do setor produtivo cerâmico abrangendo os seguintes pilares de atuação:

a) Tecnologia, nomeadamente matérias-primas, processo e produto;
b) Sustentabilidade, através de eficiência energética, circularidade, certificação ambiental;
c) Transição Digital, nomeadamente com controlo e comando dos processos de produção.

O curso de especialização em Tecnologia Cerâmica vai assentar num modelo de formação próximo das necessidades da indústria, porque:

• procurará responder aos novos desafios do setor produtivo cerâmico abrangendo os seguintes pilares fundamentais: i) Tecnologia (matérias-primas, processo e produto); ii) Sustentabilidade (eficiência energética, circularidade, certificação ambiental); iii) Transição Digital (controlo e comando dos processos de produção);
• Funcionará em regime híbrido com módulos teóricos online e aulas práticas em regime presencial;
• Comportará duas unidades curriculares com componente prática a decorrer parcialmente nas empresas;
• Terá uma componente muito prática e orientada para a realidade industrial, através do convite a especialistas provenientes das empresas parceiras e outros especialistas externos.

Unidades Curriculares (UC) – Objetivos

UC1 - Tecnologia dos Materiais cerâmicos (Coordenador: Paula Seabra)

Esta UC tem um carácter marcadamente tecnológico, detalhando o processamento de materiais cerâmicos tradicionais. O programa está organizado em módulos que abordam o processamento cerâmico (de cerâmicos tradicionais) desde as matérias primas, a preparação do sistema inicial (matérias primas e aditivos), a conformação (processos de conformação tradicionais e avançados), e o tratamento térmico (secagem e cozedura). O aprofundamento em cada módulo garante a aquisição de competências na fabricação de produtos cerâmicos de diferentes tipologias.

Com a aprovação desta unidade curricular, o formando deverá ser capaz de:

O1 - identificar as matérias-primas (e a sua função) que estão na base do fabrico dos materiais cerâmicos tradicionais e técnicos;
O2 - identificar as etapas principais associadas ao processamento de materiais cerâmicos tradicionais de diferentes tipologias;
O3 - comparar e distinguir as diferentes tecnologias de processamento e compreender as razões para tais diferenças;
O4 - identificar as limitações e os principais parâmetros de controlo de cada tecnologia de processamento;
O5 - propor uma sequência de processos a realizar para obter uma peça cerâmica com uma determinada geometria e/ou característica física/tecnológica.

UC2 - Qualidade e Inovação nos Produtos Cerâmicos (Coordenador: João Labrincha)

Esta UC tem, para além de um carácter tecnológico na abordagem ao desenvolvimento tendências atuais para cada produto, o objetivo de sensibilização e motivação para a necessidade de inovação em produtos e processos no setor. O programa está organizado em módulos que abordam processos relevantes, desde a vidragem e decoração e controlo de qualidade, à inovação e à I&D, economia circular, robótica e manufatura aditiva, atendendo às especificidades de cada subsetor.

Com a aprovação a esta unidade curricular, o formando deverá ser capaz de:

O1 - identificar as etapas principais dos processos de vidragem e decoração, nomeadamente ao nível das formulações e técnicas mais comuns;
O2 - conhecer as propriedades e novas funcionalidades para melhoramento técnico ou criação de novas funcionalidades em produtos cerâmicos;
O3 - distinguir os principais conceitos de economia circular aplicados ao setor cerâmico, incluindo ecodesign e simbioses industriais;
O4 - conhecer processos de robótica e automação industrial aplicadas ao processo cerâmico;
O5 - identificar processos e tecnologias de manufatura aditiva;
O6 - identificar as principais tendências de cada subsetor ao nível do produto e dos processos.

Programa

 

Módulos

Conteúdos

Matérias-primas e Formulações (UC1)

1. Matérias-primas naturais e sintéticas
2. Formulação da composição e função dos constituintes
3. Cálculos de cargas

Conformação de Produtos Cerâmicos (UC1)

1. Moagem: sistemas de moagem, teoria da moagem (moinho de bolas), caracterização do produto moído.
2. Atomização: sistemas e parâmetros.
3. Prensagem: sistemas, etapas do ciclo de prensagem, caracterização dos pós para prensagem e do material prensado.
4. Extrusão: teoria da extrusão, equipamentos, defeitos
5. Moldagem e contramoldagem: sistemas de moldagem e contramoldagem, defeitos
6. Moldagem por injeção: sistemas, formulação dos sistemas e defeitos
7. Enchimento: reologia e estabilidade das suspensões, sistemas de enchimento e etapas do ciclo de conformação, moldes e defeitos.

Tratamentos Térmicos (UC1)

1. Secagem: mecanismos, ciclos, tipos e curvas de secagem
2. Cozedura: etapas de cozedura, curvas de cozedura, fornos, técnicas alternativas.

Vidrados e Decoração (UC2)

1. Vidrados (formulações comuns e características fundamentais; acordo dilatométrico com o substrato – acordo pasta/vidrado
2. Decoração (técnicas comuns e novos desenvolvimentos).

Controlo de Qualidade de Produto (UC2)

1. Controlo de processo e produto em curso de fabrico
2. Produto não conforme (defeitos e técnicas de caracterização)
3. Propriedades e caracterização (características normativas e ensaios de avaliação).

Inovação e Novas Tendências (UC2)

1. Novos materiais e funcionalidades
2. Economia circular aplicada ao setor cerâmico
3. Design Industrial, EcoDesign
4. Robótica Industrial.
5. Novas tecnologias de fabrico (Manufatura Aditiva)
6. Digitalização.

Processos Cerâmicos por Subsetor (UC2)

1. Características específicas de cada setor (pavimento e revestimento; louça Decorativa e utilitária; louça sanitária; telha)
2. Visitas a empresas do setor cerâmico.

Formadores

pic

António Tomás da Fonseca

Consultoria em cerâmica industrial

Doutorado em Ciência e Engenharia dos Materiais, pela Universidade de Aveiro
Ver mais

pic

Carmen Segarra Ferrando

Instituto de Tecnología Cerámica

Investigadora Júnior del Área de I+D+i y Asesoramiento Tecnológico
Ver mais

pic

Conceição Fonseca

Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro

Coordenadora da Qualidade e responsável pela operacionalização do ONS/CTCV na área dos Produtos de Construção e do Habitat
Ver mais

pic

Fernando Rocha

Universidade de Aveiro

Exerce actividade no âmbito dos recursos minerais, com particular incidência nas matérias-primas cerâmicas e nos materiais geológicos de construção.
Ver mais

pic

Hélio Jorge

Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro

Exerce actividade como investigador e coordenador técnico de projetos de I&D na Unidade de Inovação e Desenvolvimento
Ver mais

pic

Helder Oliveira

ColorOnda Portugal

Mestre em Engenharia de Materias, pela Universidade de Aveiro
Ver mais

pic

João Labrincha

Universidade de Aveiro

Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica, CICECO
Ver mais

pic

José Maria Ferreira

Universidade de Aveiro

Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica, CICECO
Ver mais

pic

José Rocha Ferreira

ARCH

Responsável pelo departamento de Inovação e Desenvolvimento Tecnológico
Ver mais

pic

Juan Boix Palomero

Instituto de Tecnología Cerámica

Responsable de la unidad de Máquinas y Control de Procesos perteneciente al Área de Procesos Industriales del ITC
Ver mais

pic

Luc Hennetier

Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro

Exerce actividade como responsável de projecto e técnico de investigação na Unidade de Investigação e Desenvolvimento
Ver mais

pic

Manuel Ribeiro

Escola Superior de Tecnologia e Gestão, do Instituto Politécnico de Viana do Castelo

Professor adjunto do grupo disciplinar de Materiais a e Tecnologias de Produção e membro da Unidade Investigação e Desenvolvimento de Materiais.
Ver mais

pic

Marta Ferreira

Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro

Responsável pela Unidade de Sistema de Gestão e Melhoria do CTCV
Ver mais

pic

Michele Dondi

Institute of Science and Technology for Ceramics (ISTEC-CNR Faenza, Italy)

Head researcher at the ISTEC-CNR where he coordinates the research group on innovation in traditional ceramics.
Ver mais

pic

Nuno Ferreira

Instituto Superior de Engenharia de Coimbra do Instituto Politécnico de Coimbra

Professor Adjunto, nomeação definitiva, no Departamento de Engenharia Eletrotécnica
Ver mais

pic

Regina Santos

Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro

Técnica especialista em engenharia e gestão industrial e organização industrial.
Ver mais

pic

Rui Neves

Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro

Técnico especialista em engenharia e gestão industrial e organização industrial.
Ver mais

pic

Susana Olhero

CICECO (Instituto de Materiais de Aveiro) / UA (Universidade de Aveiro)

Equiparada a Investigadora Principal
Ver mais

pic

Victor Francisco

Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro

Responsável pela área de Inovação e Desenvolvimento no CTCV
Ver mais

Avaliação e Creditação

 

Metodologia de Ensino: Aulas presenciais (ou parcialmente à distância): i) de exposição com o apoio de tecnologias multimedia e ii) de resolução de problemas ou análise de casos de estudo de situações práticas.

Avaliação: A avaliação é efetuada com recurso a uma prova de avaliação com 20 perguntas de escolha múltipla por cada unidade curricular.

Creditação do curso: 12 ECTS (120h)
A creditação é obtida se os formandos obtiverem avaliação positiva na prova de avaliação identificada no número anterior, devendo a respetiva nota final constar do diploma do Curso de Especialização em Tecnologia Cerâmica.

Os formandos de edições anteriores, podem requerer a creditação das respetivas unidades curriculares junto da Universidade de Aveiro, através de processo específico próprio, devidamente aprovado nos órgãos da UA.

Condições e Matrícula

 

Metodologia de Ensino: Aulas presenciais (ou parcialmente à distância): i) de exposição com o apoio de tecnologias multimedia e ii) de resolução de problemas ou análise de casos de estudo de situações práticas.

Condições específicas de ingresso do público- alvo:
Profissionais da Indústria Cerâmica com grau de habilitações académicas ao nível de licenciatura ou nas situações de habilitações ao nível do ensino secundário, evidenciar experiência profissional na área (sujeito a validação do conselho pedagógico).
Outros profissionais com grau de habilitações académicas ao nível da licenciatura (como arquitetos, ceramistas, designers, prescritores ou outros relacionados), que pretendam reforçar os seus conhecimentos nos processos e produtos cerâmicos.

Propina: O valor da propina afixada para o ano letivo 2024-2025 em 1350 € (mil trezentos e cinquenta euros).
Data de início: 25 de outubro de 2024
Horários: 6ª feiras, das 14h30 às 18h30 (presencial) e aos sábados das 9h00 às 12h00 (à distância)
Período de candidaturas: 1 de julho a 15 de setembro de 2024
Verificação das candidaturas: até 20 de setembro de 2024
Seriação dos candidatos: até 26 de setembro de 2024
Aprovação e publicação da lista de colocação dos candidatos: 27 de setembro de 2024
Audiência prévia: de 30 de setembro a 11 de outubro de 2024  
Matrícula e inscrição dos candidatos colocados: 14 a 16 de outubro de 2024
Inicio do curso: 25 de outubro de 2024

Frequência de módulos isolados:  A Frequência de módulos isolados deve ser solicitada ao CTCV através do email academia@ctcv.pt

percurso