APEE e CTCV organizam sessão de esclarecimentos sobre sustentabilidade empresarial

Sustentabilidade é Competitividade

No âmbito do projeto PME Sustentável, a sessão de esclarecimentos "Sustentabilidade é Competitividade", apoiada pelo programa Compete 2020, realizar-se-á no dia 23 de julho, pelas 9 horas, no Auditório CTCV, em Coimbra. A organização do evento estará a cargo da Associação Portuguesa da Ética Empresarial (APEE), líder do projeto, tendo o Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro (CTCV) como parceiro no acolhimento a esta iniciativa.

O projeto PME Sustentável visa capacitar as empresas a dar resposta aos desafios decorrentes da Diretiva 2014/95/EU, potenciando uma economia verde e uma utilização mais eficiente dos recursos naturais. Desta forma, os principais objetivos, desta sessão de esclarecimentos, identificam-se da seguinte forma: como conhecer a legislação e os requisitos que se colocam às empresas com destaque para os novos normativos de reporte de informação não financeira; adquirir ferramentas para dar resposta às exigências dos seus clientes; integrar um motor de busca internacional de procurement que confere visibilidade às práticas da empresa e reforça a sua presença no mercado externo.

Esta sessão de esclarecimentos será moderada pelo especialista em Ética, Responsabilidade Social e Sustentabilidade, Dr. Mário Parra da Silva, Chair of the Board da Global Compact Network Portugal. Durante este evento, serão, também, apresentados exemplos de boas práticas de sustentabilidade, na indústria, por empresas do setor, mais propriamente, pela GresPanaria Portugal, Porcelanas Costa Verde e CTCV. A finalizar, a Dra. Celina Gil, da Direção de Planeamento e Políticas de Empresa do IAPMEI, apresentará as políticas de apoio do governo para a sustentabilidade empresarial.

Esta sessão prestará um enorme contributo no desenvolvimento das práticas e técnicas a utilizar, por parte das organizações, na evolução da sustentabilidade empresarial. Apesar de ser gratuita, a participação está dependente de uma inscrição prévia.

Assim, poderá inscrever-se aqui.

Ver programa

 

 

Apresentação do Protótipo Final encaminha Projeto STOP para o fim

Projeto STOP

Os resultados do Projeto STOP - Seguranças robóTicos coOPerativos serão conhecidos no dia 19 de julho, pelas 9 horas, no auditório CTCV. As entidades que possibilitaram o desenvolvimento e a concretização do protótipo final foram a Ingeniarius, o Instituto de Sistemas e Robótica da Universidade de Coimbra, o Grupo Auchan e o Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro.

Este projeto, apresentado em forma de seminário, é co-financiado pela União Europeia, através do programa Portugal 2020. O seu principal objetivo é o reforço da investigação, do desenvolvimento tecnológico e da inovação. A concretização do mesmo culminará com a apresentação do protótipo final, que apresenta uma nova tecnologia robótica no desenvolvimento dos sistemas de vigilância.

O STOP pretende, também, oferecer um contributo para o aumento da aceitação das tecnologias de robótica móvel na área de serviços, uma vez que se propõe a criar equipas de robôs móveis em espaços interiores frequentados por pessoas, executando, autonomamente, missões de patrulhamento e vigilância. Este projeto, que envolve um esforço conjunto entre uma empresa e duas entidades do sistema científico e tecnológico Português, idealiza aproximar os robôs dos seres humanos, podendo ajudá-los nas tarefas monótonas ou repetitivas associadas à supervisão, monitorização e vigilância de infraestruturas, enquadradas no conceito de patrulhamento multi-robô para patrulhamento e observação de edifícios e instalações.

A presença é gratuita, apesar de estar sujeita a inscrição prévia. O seminário, que exporá os resultados, direcionará o Projeto STOP para a reta final, depois de ter iniciado em 2016.

 

 

CTCV em evento do Pólo Europeu da Cerâmica

Pólo Europeu da Cerâmica

O Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro (CTCV) marcou presença numa Jornada Técnica, realizada a 27 de junho, pelas 9 horas, em Limoges, França. Esta Jornada, organizada pelo Pólo Europeu da Cerâmica, tinha o nome de "Tecnologias Cerâmicas ao Serviço do Desenvolvimento".

O CTCV fez-se representar pelo Eng.º Victor Francisco, que apresentou o tema "O Uso de Tecnologias de Fabricação Aditiva para a Indústria Cerâmica Utilitária e Decorativa". Esta Jornada, dedicada ao serviço que a tecnologia presta no desenvolvimento de produtos cerâmicos, contou, também, com outros convidados. Entre eles, estiveram presentes Carlos Vives, da Kerajet, Arnaldo Moreno, do Instituto de Tecnología Cerámica, e Laurent Gabert, da Nanoceram.

A temática do evento tentou criar um ambiente de partilha de novas técnicas e tecnologias, que permitissem elevar a criação e a produção de materiais cerâmicos personalizados, de maior qualidade e valor acrescentado.

A presença do CTCV, nesta Jornada Técnica, simboliza a adesão ao Pólo Europeu da Cerâmica. Esta é uma entidade de referência no setor, com quem o Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro tem vindo a colaborar.

 

 

O CTCV estará presente no TECH@PORTUGAL, que decorre no Centro de Congressos da Alfândega do Porto, no dia 4 de Julho

Seminário BIM

A Agência Nacional de Inovação organiza no próximo dia 4 de julho, o TECH@PORTUGAL, uma iniciativa que conta com espaços de demonstração tecnológica e dois palcos dedicados a vários painéis temáticos e que irá apresentar o que se tem feito em Portugal no âmbito da transformação do conhecimento em inovação.

Os participantes poderão assistir a conferências e visitar os espaços de demonstração, onde estarão representados os casos de sucesso desenvolvidos por Centros de Interface, Clusters, Laboratórios Colaborativos e empresas.

Ver programa AQUI.

Esta iniciativa é organizada no âmbito do projeto SIAC - Iniciativa de Transferência de Conhecimento, cofinanciado pelo COMPETE 2020, através do Portugal 2020 e do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

A participação neste evento será gratuita, mas de registo obrigatório.

 

 

APICER E CTCV organizam Seminário sobre BIM

Seminário BIM

O Building Information Modeling (BIM) foi a temática principal de discussão no seminário "O BIM e a Digitalização da Construção", realizada no auditório CTCV, em Coimbra, no dia 14 de junho de 2019, pelas 9:30 horas. O evento foi organizado pela Associação Portuguesa das Indústrias de Cerâmica e Cristalaria (APICER) com a colaboração do Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro (CTCV).

 

O seminário, em que estiveram presentes, aproximadamente 50 pessoas, foi bastante rico na transmissão de conhecimento técnico e empírico dos benefícios que a metodologia BIM pode potenciar. Através das apresentações dos oradores, foi possível avaliar o impacto das inovações do mercado da construção e, em particular, no setor cerâmico.

 

A abertura do evento foi realizada pela Eng.ª Sílvia Machado da APICER, seguida da apresentação do projeto BIMclay, um projeto financiado pelo Programa ERASUMS+, pelo Arqt.º David Caparrós, do Centro Tecnológico del Mármol, Piedra e Materiales (CTM). Após estes, o Dr. Miguel Azenha, Professor do Departamento de Engenharia Civil da Universidade do Minho, Diretor da BIM A+ e Coordenador do curso nacional português em Building Information Modeling, expôs o contexto em que o BIM está integrado no panorama Nacional e Europeu.

 

Na segunda parte da conferência, o Arqt.º Hugo Tocha, Partner da TUU, debruçou-se sobre a temática da perspetiva das empresas de projeto e construção, aquando da utilização do software relacionado com o BIM. A terminar a sessão, a Arqt.ª Cláudia Antunes, da Stratbond, e a Designer Nilza Paraíba, da empresa Revigrés, apresentaram a importância dos objetos BIM para as empresas de pavimentos e revestimentos cerâmicos.

 

Já perto da hora de almoço, a sessão terminou após as perguntas expostas ao painel de oradores. Para o futuro, ficaram pistas para o desenvolvimento de projetos e formação profissional sobre esta temática que, inevitavelmente, fará parte da estratégia das empresas.

 

 

O BIM e a digitalização da construção

BIMclay

Tendo em conta a crescente importância e adoção mundial do BIM - Building Information Modeling, com grande impacto em toda a indústria da construção, onde em alguns países é já uma realidade incontornável, com exigências legais, que obrigam à adoção deste modelo integrado de gestão da informação na tomada de decisão, a APICER e o CTCV, no âmbito do projeto BIMClay – Projeto Europeu apoiado pelo Programa Erasmus +, realizam no próximo dia 14 de junho, pelas 9h30, uma iniciativa em parceria com entidades e especialistas nesta matéria, que tem como objetivo avaliar o impacto das inovações do mercado da construção e em particular no setor cerâmico.

 

Entre outras intervenções, a sessão conta com a presença de Miguel Azenha, doutorado em Engenharia Civil, professor do departamento de engenharia Civil da Universidade do Minho, membro do comité nacional de redacção do BIM. Diretor do ERASMUS + Curso de Mestrado em Modelagem de Informação de Construção, diretor da BIM A+ e coordenador do curso Nacional Português em 'Building Information Modeling', certificado pela Ordem dos Engenheiros e promovido em parceria com a Universidade do Minho, pelo Instituto Superior Técnico, a Faculdade de Engenharia e Arquitetura da Universidade do Porto.

 

Ainda durante a sessão teremos a intervenção do Arquiteto Hugo Tocha, Senior Architect, Head of Design and Partner da TUU, empresa de soluções de arquitetura focadas na construção qualificada.

 

Para nos mostrar a Sua experiencia na temática do BIM e as vantagens competitivas deste modelo, teremos ainda uma empresa de referência nacional e internacional, a Revigrés e Claúdia Antunes, Arquiteta, especialista em BIM da Stratbond Consulting, empresa que se dedica a desenvolver projetos de formação, implementação e consultoria em BIM.

 

09h30 – Receção 09h45 – Boas vindas – Sílvia Machado - APICER
10h00 – Apresentação do Projeto BIMCLAY - David Caparros- CTM
10h30 – O BIM no contexto nacional - Miguel Azenha – ISISE | Dep. Eng.ª Civil Universidade do Minho
11h00 – Coffee-break
11h30 – A perspetiva das empresas de projeto e construção - TUU – Hugo Tocha
12h00 – Importância dos objetos BIM para empresas de pavimentos e revestimentos cerâmicos – Nilza Paraiba | REVIGRÉS e Cláudia Antunes | STRATBOND
12h30 – Mesa redonda - Debate / discussão
13h00 – Encerramento

 

Mais informações e inscrição para info@apicer.pt, indicando o nome, função e empresa (se aplicável).

 

 

Reabilitação energética em edifícios patrimoniais
Seminário a realizar no próximo dia 7 de Junho, na Casa Allen, no Porto, com organização da Direção Regional de Cultura do Norte.

Vai-se realizar no próximo dia 7 de Junho, na Casa das Artes, no Porto, um Seminário sobre Reabilitação Energética de Edifícios Patrimoniais.

 

Este Seminário insere-se no projeto RENERPATH-2, uma candidatura apresentada ao Programa INTERREG V-A (POCTEP - Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça Espanha - Portugal) e é promovida pela DRCNorte em colaboração com Fundação CARTIF (Espanha), Fundação Ciudad Rodrigo (Espanha), Junta de Castela e Leão (Espanha), Entidade Regional de Energia (Espanha), Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro (Portugal), ENERAREA - Agencia Regional de Energia e Ambiente do Interior (Portugal).

 

O Seminário tem por objetivo a divulgação das conclusões do projeto RENERPATH-2 relacionadas com a Reabilitação Energética de Edifícios Patrimoniais e contará com a participação de especialistas portugueses e espanhóis.

 

Pretende-se analisar a normativa europeia específica para a reabilitação energética a baixo custo de edifícios históricos de uso público ou privado, paralelamente à existente para edifícios recém-construídos. O projeto desenvolveu uma metodologia que permite a combinação de tecnologias e técnicas inovadoras e não-intrusivas para análise energética, tendo sido implementada e validada num grupo representativo de imóveis com valor patrimonial da comunidade de Castela e Leão e das regiões Central e Norte de Portugal, pretendendo-se que sirva de apoio nas ações de reabilitação.

 

Ver mais em DRCNorte

 

Inscrições aqui

 

Programa:
9h00 – Receção dos participantes
9h30 – Abertura do seminário
9h45 – O projeto RENERPATH - Arqtº Jorge da Costa (DRCNorte) e Engº Vítor Francisco (CTCV)
10h00 - Introdução ao projeto RENERPATH-2 - Dr. Pedro Martín Lerones (CARTIF)
10h15 – Apresentação de casos estudo
Portugal – Museu Abade Baçal; Sé de Vila Real; Museu de Almeida – Engº Fernando Cunha (CTCV) e Engº Jorge Antunes (ENERAREA)
Espanha – Colegiata de San Luis; Castillo de la Mota; Palacio Episcopal de Astorga; Casa de Cultura de Ciudad Rodrigo - Engº Juan Jesús Samaniego Muñoz (CARTIF)
11h00 – Coffee Break
11h30 – Apresentação da pré-normativa Europeia para a reabilitação energética de edifícios históricos
A pré-normativa como resultado de RENERPATH-2 - Arqtª Ana López Vidal (CARTIF)
Aplicabilidade em Portugal - Arqtº Nelson Brito (DRCNorte)
12h00 – A reabilitação energética de edifícios de interesse patrimonial - Engº Agostinho Costa (DRCNorte)
12h30 – Debate – Moderação – Arqtº Jorge da Costa (DRCNorte) e Dr. Pedro Martín Lerones (CARTIF)
13h00 – Conclusões e encerramento do Seminário

 

 

CTCV distinguido na Tektónica 2019 com Prémio Inovação

O CTCV foi distinguido com uma menção honrosa no Prémio Inovação da Tektónica, com o projeto LIFE CERSUDS. Trata-se de um sistema de drenagem que tem por base produtos cerâmicos de baixo valor comercial, para uso em ambiente urbano, que procura contribuir para o aumento da capacidade de adaptação e mitigação das cidades às alterações climáticas, promovendo o uso de infraestruturas sustentáveis no planeamento urbano. Foi desenvolvido no âmbito do Projeto LIFE+ CERSUDS e é já uma referência europeia de inovação no campo dos sistemas de drenagem urbanos sustentáveis.

 

 

 

 

 

 

Evento de divulgação PV on the road da Portugal Ventures | IPN Coimbra

Decorreu no IPN-Coimbra o evento de divulgação PV On The Road da Portugal Ventures, no dia de hoje, o CTCV esteve presente com a participação de Marisa Almeida, responsável pela Unidade de Ambiente e Sustentabilidade do CTCV. Foi um dia dedicado às startups, aos empreendedores e aos caminhos com futuro.

Saiba mais em Portugal Ventures

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Reunião de acompanhamento do Projeto RENERPATH2 - 30 de abril | Coimbra | Portugal

Realizou-se hoje no CTCV, a visita de acompanhamento do projeto europeu RENERPATH2, que tem como objetivo estabelecimento de uma prenormativa europeia para a reabilitação energética de edifícios patrimoniais para uso público ou privado, que será implementada em primeiro lugar em edifícios singulares da comunidade de Castilla y León e na Região Centro de Portugal.

Pretende-se com este projeto, a redução do consumo de energia na manutenção e uso de edifícios patrimoniais, ao ativar os setores envolvidos na reabilitação energética (juntamente com aqueles relacionados à reabilitação arquitetónica), com os relativos à gestão, uso e aproveitamento de imóveis de interesse cultural.

O projeto RENERPATH2, além do CTCV - Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro, tem como parceiros a Fundación CARTIF, a Dirección General de Patrimonio Cultural. Junta de Castilla y León, a Ente Público Regional de la Energía de Castilla y León (EREN), a Fundación Ciudad Rodrigo 2006, a Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN), a ENERAREA - Agência Regional de Energia e Ambiente do Interior.

É um projeto co-financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do Programa Interreg V-A Espanha-Portugal (POCTEP)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

100 anos da Organização Internacional do Trabalho

No Âmbito da comemoração dos 100 anos da Organização Internacional do Trabalho e do Dia Mundial para a Segurança e Saúde do Trabalho 2019, diverso autores de todo o mundo foram convidados para escrever um artigo de opinião sobre o futuro da SST. Veja os links dos artigos e o artigo escrito por Francisco Silva, responsável do LSHO do CTCV em co-autoria com outros investigadores.

https://www.ilo.org/safework/events/safeday/lang--en/index.htm
https://www.ilo.org/safework/events/safeday/33thinkpieces/lang--en/index.htm
https://www.ilo.org/safework/events/safeday/33thinkpieces/WCMS_681605/lang--en/index.htm

 

 

 

CTCV presente no X Jantar-Conferência "CERÂMICA o coração da Bairrada"

O CTCV presente no X Jantar-Conferência "CERÂMICA o coração da Bairrada", realizado em 11 abril de 2019, com a intervenção de Marisa Almeida, responsável pela Unidade de Ambiente e Sustentabilidade do CTCV. O Jornal da Bairrada e Município de Oliveira do Bairro organizaram o jantar conferência dirigido ao setor da cerâmica.

 

 

 

 

 

 

X Jantar Conferência - CERÂMICA o coração da Bairrada, 11 abril de 2019

O Jornal da Bairrada realiza o seu X Jantar-Conferência, desta feita direcionado ao setor da Cerâmica. "Cerâmica, o Coração da Bairrada" é o tema deste evento, organizado pelo Jornal da Bairrada em parceria com o Município de Oliveira do Bairro e que está agendado para 11 de abril, na Residencial Estância, em Oliveira do Bairro.
Os grandes desafios deste setor de atividade abraçam um leque alargado de questões. Nesta primeira conferência, queremos abordar o conceito de economia circular, que mais não é do que um conceito que assenta na redução, reutilização, recuperação e reciclagem de materiais e energia. Substituindo o conceito de fim-de-vida da economia linear, por novos fluxos circulares de reutilização, restauração e renovação, num processo integrado, a economia circular é vista como um elemento chave para promover a dissociação entre o crescimento económico e o aumento no consumo de recursos, relação até aqui vista como inexorável. De que forma está a ser aplicada a economia circular no setor da cerâmica?
Contamos, neste conferência, com intervenções de diferentes oradores: José Luís Sequeira, presidente da APICER - Associação Portuguesa das Indústrias da Cerâmica e Cristalaria; Marisa Almeida, responsável pela Unidade de Ambiente e Sustentabilidade do Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro (CTCV); e Conceição Carvalho, da CCDR Centro (Responsável pelas áreas do Conhecimento, Inovação e Competitividade do PO da Região Centro - Centro 2020).
No mesmo dia, a edição do Jornal da Bairrada incluirá um Suplemento dedicado ao tema, que será distribuído a todos os empresários e outros convidados presentes.

Agradecemos confirmação da sua presença até ao dia 8 de abril: 
Tel.: 234 740 390  |  e-mail: jb@jb.pt

 

 

 

Projeto Piloto SHIFT to 4.0 - Diagnóstico de Maturidade Digital

O CTCV está presente na assinatura do protocolo de colaboração com o IAPMEI para o Projeto Piloto SHIFT to 4.0 - Diagnóstico de Maturidade Digital.
Este Protocolo insere-se no âmbito de um projeto-piloto de teste, divulgação e promoção de uma ferramenta de diagnóstico de maturidade digital a empresas - SHIFT to 4.0 - que tem por objectivo potenciar a transformação digital e o reforço de competências das empresas e em especial das PME.
No âmbito deste protocolo o CTCV irá cooperar com o IAPMEI na realização do exercício de diagnóstico em empresas do setor, aplicando a metodologia estabelecida e reunindo informação complementar ao autodiagnóstico.

 

 

 

Workshop do Programa Interreg-Sudoe

O Programa Interreg-Sudoe, organizou nos dias 12 e 13 de fevereiro em Santander, Espanha, um workshop para os projetos aprovados na 1º fase de candidaturas.
O workshop reuniu cerca de 120 representantes de Portugal, Espanha e França e tinha como objetivo orientar os participantes para a 2ª fase de candidaturas. De salientar que foram aprovados para a 2ª fase 41 projetos. O CTCV concorre com o Projeto Radiance para a disseminação de boas práticas na indústria cerâmica com horizonte i4.0.
São parceiros deste projeto o Polo Europeu da Cerâmica e o Centro de Transferência de Tecnologias Cerâmicas de Limoges em França, o CEC e o CTCV em Portugal, o ITC e o Leitat de Espanha.
As candidaturas para a 2ª fase decorrem até 29 de março de 2019.

 

 

 

Smart Separations visita o CTCV

A Smart Separations, uma empresa com sede em Londres visitou o CTCV, tendo em vista o estabelecimento de uma nova parceria.

 

Esta empresa patenteou uma tecnologia inovadora de microfiltração para produzir filtros cerâmicos com poros controláveis, de tamanho uniforme. Esta tecnologia de microfiltração facilitará a integração em áreas de preocupação ambiental - particularmente na melhoria da qualidade do ar interno por meio da integração com eletrodomésticos (no curto prazo) e na remoção na fonte através da redução de emissões industriais (a longo prazo).

 

 

 

Roteiro para a Neutralidade Carbónica (RNC 2050) e do Plano Nacional Energia e Clima (PNEC 2030)

O Ministério do Ambiente e da Transição Energética realizou hoje em Coimbra, no Auditório da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, uma sessão de apresentação pública do Roteiro para a Neutralidade Carbónica (RNC 2050) e do Plano Nacional Energia e Clima (PNEC 2030), onde estiveram presentes o Sr. Ministro do Ambiente e da Transição Energética e o Sr. Secretário de Estado da Energia.

 

Integrada nesta sessão, teve lugar uma mesa redonda sobre os Desafios e Oportunidades da Descarbonização e da Transição Energética, moderada pelo Eng.º Pedro Martins Barata, Presidente da Get2C, onde participou o CTCV, representado pelo Sr. Engenheiro Jorge Marques dos Santos, enquanto presidente do Conselho de Administração do CTCV.

 

O CTCV teve assim oportunidade de apresentar, num fórum alargado e na presença dos decisores políticos, os desafios que se colocam à indústria para alcançar os desígnios preconizados por estas metas, referindo também a necessidade de que sejam encontrados modelos de apoio eficientes para uma maior eficácia e garantindo a manutenção da competitividade das empresas num mercado global.

 

 

 

CTCV presente na sessão de assinatura dos Contratos de Financiamento de Base Plurianual dos Centros de Interface Tecnológico (CIT)

Ontem no Ministério da Economia teve lugar a sessão de assinatura dos Contratos de Financiamento de Base Plurianual dos Centros de Interface Tecnológico (CIT).

 

O CTCV esteve representado pelo Sr. Engenheiro Jorge Marques dos Santos e Srª Drª Lídia Jacob enquanto Presidente e vogal do Conselho de Administração, respetivamente.

 

Este reconhecimento vai possibilitar a estas entidades e em particular ao CTCV, reforçar a ligação entre as empresas e as entidades do ensino superior, através de projetos que permitam a valorização dos produtos nacionais, do aumento da inovação e da melhoria da sua inserção nas cadeias de valor.

 

 

 

CTCV celebra protocolo com o BCRC - Belgium Ceramic Research Center

O CTCV recebeu nas suas instalações, no iParque, em Antanhol, a ECerS - European Ceramic Society, representada pelo Senhor Presidente Francis Cambier e do BCRC - Belgium Ceramic Research Center, representada pelo seu Diretor Jacques Rennotte.

 

Esta visita surge com o objetivo central da criação uma Rede de Laboratórios acreditada à escala Europeia, com entidades de BE, PT, ES, FR, RU e GR.

 

Durante a reunião, abordaram-se ainda temas como o desenvolvimento de projetos de I&D em consórcio à escala Europeia, a fabricação aditiva (impressão 3D) de cerâmicos técnicos, com aplicação na indústria automóvel, aeronáutica, medicina e outras, realização de testes interlaboratoriais e a mobilidade de investigadores entre o CTCV e o BCRC.


Em setembro de 2019 irá realizar-se em Aveiro o Shaping7, o 7º Congresso de Conformação de Cerâmica Avançada, organizado pela SPCV – Sociedade Portuguesa de Cerâmica e Vidro e a ECerS e que conta com a colaboração do CTCV.


De salientar que o CTCV foi recentemente reconhecido como CIT - Centro de Interface Tecnológico, uma entidade que promove a transferência tecnológica e a inovação das empresas, nomeadamente através de projetos de I&DT e acesso a tecnologias em desenvolvimento. Com um projeto de expansão dos meios e recursos existentes, este reconhecimento permite ao CTCV alavancar um conjunto de atividades pré-competitivas e reforçar a transferência de conhecimento científico e tecnológico para as empresas, tendo como objetivo a valorização económica dos resultados de I&D produzidos.


Foto: Francis Cambier, António Baio Dias, Jacques Rennotte, Hélio Jorge, Luc Hennetier e Victor Francisco

 

 

 

Como tornar os bordos dos pratos mais resistentes? Com nanopartículas

Empresa de porcelanas Costa Verde, em parceria com o Centro Tecnológico da Cerâmica e Vidro e o International Iberian Nanotechnology Laboratory, estão a criar soluções inovadoras com apoio do PT2020.

 

Tirar e pôr pratos na máquina de lavar, nos armários, na mesa. O risco de lascar a borda é enorme. Já para não falar dos riscos metálicos que a louça vai ganhando ao longo do tempo com o constante raspar dos talheres. E se é assim lá em casa, imagine então num hotel ou num restaurante.

 

Saiba mais aqui.

 

 

Apresentação da nova empresa para o desenvolvimento de soluções informáticas – a Digital Chain, Lda.

O CTCV tem a missão de apoiar a indústria nacional e uma tradição de gerar novas empresas com forte incorporação de conhecimento. Esta é uma estratégia que tem dado frutos, autonomizando áreas que têm maior potencial de crescimento. As novas tecnologias da informação e a recente revolução industrial – indústria 4.0 abrem agora novas oportunidades para a criação de empresas.

 

Foi assim que o CTCV deu o apoio à criação de uma empresa na área da informática: a Digital Chain, Lda.

 

A nova empresa está localizada no nosso Centro de Negócios do Loreto e tem como missão a digitalização da indústria e a promoção da quarta revolução industrial (indústria 4.0), beneficiando do vasto conhecimento e experiência que foi adquirida nesta área desde 1997.

 

Para dar continuidade aos trabalhos em curso com os seus clientes, o CTCV estabeleceu uma parceria com a Digital Chain, que ficará responsável por todo o apoio técnico aos seus clientes no que respeita às aplicações informáticas ISIMILL®, Calibra, Fichas de Dados de Segurança, entre outras. A Digital Chain é uma empresa autónoma e independente do CTCV, dotada dos meios técnicos e humanos próprios para dar suporte às aplicações desenvolvidas pelo CTCV, que trabalhará em estreita colaboração com o CTCV. Contamos assim que o serviço aos clientes, numa lógica de continuidade, seja reforçado e novas oportunidades de desenvolvimento se possam concretizar.

 

Naturalmente o CTCV continuará a acompanhar os seus clientes de perto e mantém total disponibilidade para quaisquer esclarecimentos.

 

Desejamos o maior sucesso a esta nova empresa que contará com o apoio e orientação tecnológica do CTCV.

 

Contactos Digital Chain: Alexandra Ângelo  |  centro@digitalchain.pt  |  www.digitalchain.pt

 

 

5ª reunião de acompanhamento do projeto RENERPATH-2

Realizou-se no dia 5 de Setembro, no Museu Abade de Baçal, em Bragança, a 5ª reunião de acompanhamento do projeto RENERPATH-2, candidatado ao programa INTERREG V-A (Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal) por um conjunto de entidades:

  • Fundación CARTIF
  • Dirección General de Patrimonio Cultural. Junta de Castilla y León
  • Ente Público Regional de la Energía de Castilla y León (EREN)
  • Fundación Ciudad Rodrigo 2006
  • Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN)
  • CTCV – Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro
  • ENERAREA - Agência Regional de Energia e Ambiente do Interior

Este projeto que tem como objetivo o estabelecimento de uma prenormativa europeia para a reabilitação energética de edifícios patrimoniais para uso público ou privado, prevê um investimento total, distribuído pelas diversas entidades de 346.300,00 € e é financiado a 75% pelo FEDER.
Esta pre-normativa utilizará uma metodologia obtida em projetos anteriores de cooperação transfronteiriça, baseado na combinação de técnicas novas e não intrusivas para análise energética. Será implementada em primeiro lugar em  edifícios singulares da comunidade de Castilla y León e na Região Centro de Portugal como um foco de radiação para o resto da UE.
Entre as ações a serem abordadas no projeto incluem-se a criação de um relatório normalizado para a análise das necessidades energéticas de edifícios patrimoniais (EP); a definição dos materiais aplicáveis ??na reabilitação energética de acordo com o tipo de edifício; a identificação de ações de melhoria energética na utilização destes edifícios; a quantificação das medidas propostas; e o estabelecimento de indicadores que permitam a monitorização a longo prazo das medidas adotadas.
A reunião de dia 5 de Setembro reúne representantes de todas as entidades e tem como objetivos:
- Análise dos casos de estudo que já foram objeto de caraterização: em Portugal – o Museu Abade de Baçal (Bragança), a Sé de Vila Real e a Fortificação de Almeida (Guarda); em Espanha – a Casa de los Cornejo (Ciudad Rodrigo), o Castillo de la Mota (Medina del Campo), a Colegiata de San Luis (Villagarcia de Campos) e o Palácio Episcopal de Astorga
- Estabelecimento de uma estratégia de transferência tecnológica

- Analise da proposta de prenormativa europeia

 

 

ISLA assinala com um seminário, no dia 27 de abril, o Dia Nacional Segurança e Saúde do Trabalho.

O CTCV estará presente com uma comunicação de Francisco Silva do Laboratório de Segurança e Higiene Ocupacionais.

 

Ver programa aqui

 

 

Apresentação - Projeto STOP – Seguranças robóTicos coOPerativos - 2.ª Fase

17 de abril 2018 - 12h - FENGE - Feira de Engenharia de Coimbra – ISEC - Instituto Superior de Engenharia de Coimbra - Rua Pedro Nunes, Quinta da Nora Coimbra

 

Realiza-se no dia 17 de abril às 12h na FENGE - Feira de Engenharia de Coimbra no ISEC uma sessão de apresentação do Projeto STOP – Seguranças robóTicos cooperativos.

 

Nesta sessão será apresentado o segundo protótipo do robô cooperativo atualmente em desenvolvimento neste projeto. Trata-se de um robô móvel que permite executar de forma autónoma missões de patrulhamento e vigilância em edifícios interiores, destinado a ser instalado em espaços de grande dimensão frequentados por pessoas, como por exemplo lojas de grande dimensão, áreas comuns de centros comerciais, escritórios e serviços, museus, entre outros.

 

Este robô está a ser desenvolvido por uma empresa startup de engenharia de Coimbra – Ingeniarius – em parceria com duas entidades do Sistema Nacional de Investigação e Inovação: o Instituto de Sistemas e Robótica (ISR) da Universidade de Coimbra e o Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro (CTCV).
Este projeto visa aumentar a aceitação das tecnologias de robótica móvel na área de serviços, permitindo demonstrar uma aplicação de uma tecnologia inovadora baseada em robótica para o setor dos sistemas de vigilância.

 

A FENGE, Feira de Engenharia de Coimbra é uma iniciativa organizada pela AEISEC, em parceria com o Instituto Superior de Engenharia de Coimbra – ISEC.
Mais informações:
http://stop.ingeniarius.pt
http://fenge.aeisec.pt

 

 

Terceira Edição do Prémio Faria Frasco

Em 2015, a Sociedade Portuguesa de Cerâmica e Vidro (SPCV) apresentou, aos associados, o Prémio Faria Frasco, numa homenagem àquele que foi o seu primeiro presidente, o Engenheiro Alberto Fernandes Faria Frasco.

 

A Indústria de Cerâmica é uma área consumidora intensiva de energia. O facto dos produtos adquirirem as suas propriedades finais, após uma etapa de cozedura a alta temperatura, representa uma das componentes mais relevantes na competitividade das empresas deste setor.

 

O Prémio Faria Frasco, no valor monetário de 2.000€, tem por objetivo incentivar a produção de projetos originais de jovens investigadores, na área da Cerâmica e do Vidro, e destina-se a galardoar um trabalho inédito, desenvolvido em território nacional, de caracter tecnológico, científico, ou outro, cuja aplicação industrial seja promissora e que não tenha sido premiado em nenhum outro concurso.

 

O regulamento do concurso pode ser consultado no website da SPCV (www.spcv.org.pt)  na seguinte página: http://spcv.org.pt/regulamento-premio-faria-frasco/
A data limite para envio é o dia 30 de Junho de 2018.

 

 

CTCV reconhecido como CIT— Centro Interface

A ANI – Agência Nacional de Inovação reconheceu como Centros de Interface 28 entidades nas quais se inclui o CTCV – Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro, nos termos do Despacho nº 10252/2017 de 24 de novembro.

 

Este reconhecimento surge na sequência da Resolução do Conselho de Ministros n.º 84/2016 que reconhece que os Centros Interface têm vindo a desempenhar um papel importante na articulação entre as instituições do sistema científico e as empresas em diversas áreas, incluindo processos de certificação, melhoria da qualidade, melhorias de eficiência na produção, apoio a atividades de inovação, acesso a tecnologias em desenvolvimento e formação de recursos humanos.

 

O Programa INTERFACE, aprovado pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 84/2016, de 21 de dezembro, dedica uma atenção especial à capacitação dos Centros Interface, entidades fundamentais do sistema nacional de inovação e agentes de valorização do conhecimento científico e tecnológico, potenciando a sua transferência para as empresas.

 

Mais informações http://ani.pt/programa-interface

 

 

2ª Edição do Mestrado em Eficiência Acústica e Energética para uma Construção Sustentável (2018-2020)

Objectivos do curso
O curso de Mestrado em Eficiência Acústica e Energética para uma Construção Sustentável (MEAECS) propõe uma oferta formativa na área da engenharia civil, direcionada especificamente para os edifícios, mas de interesse para outros ramos da engenharia. O MEAECS é vocacionado para a transmissão de conhecimentos avançados nos domínios específicos da acústica e da energia nos edifícios e na sua envolvente. Além da sua importância individual, estas duas temáticas apresentam, ainda, uma forte ligação a várias outras, designadamente às relacionadas com a reabilitação de edifícios e com a sustentabilidade da construção, temas de grande importância, reconhecida no contexto atual. Pretende-se, com este curso, dotar os alunos de conhecimentos teóricos avançados nos tópicos identificados, que sejam úteis do ponto de vista da aplicação prática e que constituam uma mais-valia significativa em relação ao que tradicionalmente é lecionado em cursos de mestrado integrado. Pretende-se ainda transmitir aos técnicos que atuam na área dos edifícios conhecimentos avançados nos tópicos do comportamento acústico/vibracional e termo-energético dos edifícios.

Estrutura do curso
O curso encontra-se estruturado em três semestres letivos, cada um com 30 ECTS. O primeiro semestre será constituído por um tronco comum, com 4 unidades curriculares de 6 ECTS cada, e duas com 3 ECTS. No segundo semestre, o aluno escolherá um de dois ramos de especialização ("Acústica e Vibrações em Ambiente Urbano" ou "Energia e Ambiente Interior"), no qual terá que concluir 4 unidades curriculares, de 4.5 ECTS cada. Adicionalmente, desenvolverá o projeto de dissertação (com 12 ECTS neste semestre). O terceiro semestre é inteiramente dedicado à elaboração da dissertação (30 ECTS).

A primeira fase das candidaturas encontra-se a decorrer, de 1/3/2018 a 30/5/2018 em: www.uc.pt/go/candidaturas
Início das aulas: 10 de Setembro de 2018

3 semestres / 90 ECTS / aulas à 6ª feira e sábado

Informações detalhadas disponíveis em: https://apps.uc.pt/courses/PT/course/6182

Para informações adicionais contactar por e-mail: meaecs@dec.uc.pt

 

 

Sessão de demonstração Projecto CERWAVE - 21 março 2018

O projeto CERWAVE – CerWave - Demonstração do processo de cozedura de porcelana por gás-micro-ondas, que foi apoiado pela ANI – Agência Nacional de Inovação, através do Sistema de Incentivos à I&DT Empresarial – Projetos Demonstradores em Copromoção, e cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do COMPETE 2020, vai apresentar os seus resultados numa sessão pública de demonstração que vai decorrer no dia 21 de março de 2018 às 14h, na Porcelanas da Costa Verde, Zona Industrial de Vagos.


Saiba mais aqui.